Canhão antiaéreo M1939 – 37mm

Arma baseada em um desenho alemão, foi desenvolvida em 1937 de forma meio atabalhoada, pois os Estados Unidos não tinham nenhuma arma antitanque em serviço naquele ano. Um desenho simples e fácil de usar chegou a haver uma adaptação para canhão autopropulsado, colocada em um caminhão.

Contudo, seu pequeno calibre logo tornou a arma obsoleta, tendo sido declarada como “de distribuição Limitada” já em setembro de 1943. Mesmo assim, continuou a ser empregada no Pacífico até 1.945.

O canhão antiaérea é conhecido como M1939, no ocidente foi desenhado com base em uma peça Bofors 25mm, comprada pela URSS antes da Guerra. Desta forma, se assemelha em desenho e desempenho ao canhão de 40mm daquele fabricante, ambos tendo sido muito usados na 2ª Guerra devido a seu bom desempenho.

Em navios, o modelo 1939 soviético foi amplamente exportado para diversos países e fabricado na China comunista, sendo usado até hoje por alguns países.

Trata-se de uma arma rebocada numa carreta de quatro rodas, que pode ser facilmente colocada na posição de disparo, operação que demora apenas alguns minutos.

Os canhões de 37mm deste tipo são creditados com a destruição de milhares de aeronaves alemãs.

O principal problema da arma era a impossibilidade de acompanhar a evolução das forças blindadas e de infantaria, não podendo dar as forças em movimento a necessária cobertura.

Como solução os soviéticos desenvolveram na fase final da guerra uma viatura Autopropulsada armada com esse tipo de sistema.

O final da guerra acabou, no entanto, por levar ao cancelamento de produção, tendo sido produzidas menos de 100 unidades.

Ficha técnica:

País de Origem: Estados Unidos

Ano de Fabricação: 1937

Peso da granada: 1,34 libras (perfurante)

Velocidade Inicial: 780 m/s

Alcance Vertical: 1.800 m

Cadência de tiro: 120 salvas por minuto

Peso: 2.745 Kg

Velocidade: 80Km/h

 

Deixe um Comentário